Início - Embrapa Meio Ambiente

 

Microrganismos Endofíticos: fungos, bactérias e actinomicetos que vivem no interior de plantas, sistemicamente, sem causar danos.

 

CITROS

Duas metodologias foram utilizadas para isolamentos de microrganismos de citros: fragmentos e centrifugação, de duas espécies de citros, Citrus sinensis e Citrus reticulata, de quatro localidades: Novais, Matão, Cordeirópolis e Itabuna-(BA). Foram avaliadas 2609 fragmentos de ramos de plantas sadias e doentes, perfazendo apenas 36 actinomicetos (Tabela 1), resultando em uma freqüência de isolamento de 1,50%. A maior porcentagem de ramos com actinomicetos endofíticos foi observada em plantas de C. reticulada, como também foi constatada que plantas resistentes a CVC (clorose variegada) apresentaram menor frequência de isolamento de actinomicetos.

Os isolados de actinomicetos foram caracterizados de acordo com a morfologia, comportamento em meio de cultura e identificação por meio da seqüência do gene que codifica a sub-unidade 16S do RNA ribossomal. As espécies identificadas foram: Nocardiopsis sp., Praseria hordei, Nocardia nova, N. vaccinii, Streptomyces sp., S. griseus, S. purpurascens, S. griseus subsp. griseus, S. somaliensis, S. cyaneus, N. dassonvillei, N. antarctica, N. metallicus, N. exhalans, S. diastatochromogenes, S. wadayamensis e S. bicolor.

Quarenta bactérias, 42 fungos e 49 leveduras foram identificados como endofíticos de citros, sendo os gêneros de bactérias mais freqüentemente identificados : Curtobacterium flaccumfaciens, Methylobacterium sp., Xhantomonas sp., Enterobacter cloaceae, Pantaea agglomerans e Bacillus pumilus.

Fungos identificados: Colletotrichum gloeosporioides, Cladosporium sp.,Guignardia citricarpa e Phomopsis sp.

Leveduras identificadas: Rhodotorula glutinis, Cryptoccus lanurentis e Candida famata.

 

Tabela 1. Identificação de actinomicetos endofíticos isolados de citros

(Citrus sinensis, Citrus reticulata e Citrus limonia)

Isolados

Plantas Hospedeiras

Local

Cor

Identificação

A16

C. sinensis doente

Novais

Branca

Nocardiopsis sp, Praseria hordei

A18

Matão

Branca

Nocardia nova, N. vaccinii

A17

Matão

Branca

Nocardiopsis sp, Praseria hordei

A15

Novais

Branca

Streptomyces sp.

A28

Novais

Branca

Streptomyces sp.

A29

Novais

Branca

S. griseus

A31

Novais

Branca

S. purpurascens

A32

Novais

Branca

Streptomyces sp.

A35

Novais

Branca

S. griseus subsp. griseus

A22

C. sinensis resistente

Novais

Branca

S. purpurascens

A6

Novais

Branca

S. somaliensis

A21

C. sinensis sadia

Cordeirópolis

Cinza

S. cyaneus

A24

Cordeirópolis

Branca

N. dassonvillei

A33

Cordeirópolis

Rósea

N. dassonvillei

A14

Cordeirópolis

Rósea

Nocardia nova

A7

Cordeirópolis

Branca

N. dassonvillei, N. antarctica

A9

Cordeirópolis

Branca

N. dassonvillei, N. antarctica

A11

Cordeirópolis

Cinza

S. somaliensis

A20

Cordeirópolis

Cinza

Streptomyces sp.

A12

Cordeirópolis

Amarela

S. somaliensis

A34

Cordeirópolis

Branca

S. griseus subsp. griseus

B1

Itabuna/BA

Branca

Streptomyces sp.

B2

Itabuna/BA

Amarela

N. metallicus, N. exhalans

B3

Itabuna/BA

Branca

N. exhalans

A8

C. reticulada ponkan

Cordeirópolis

Branca

S. diastatochromogenes

A23

Cordeirópolis

Branca

S. wadayamensis

A10

Cordeirópolis

Branca

Streptomyces sp.

A19

Novais

Cinza

S. bicolor

 

 

Serviço de Atendimento ao Cidadão

Site Oficial do Projeto "Diversidade de Microrganismos Endofíticos e seu Potencial Biotecnológico"

 

Voltar