A Unidade
Linhas de Pesquisa
Produtos e Serviços
Eventos
Publicações
Biblioteca
Sala de Imprensa
Responsabilidade Social
Estágio
Meu Cadastro
Licitações
Área Restrita
Segunda-feira, 28 de julho de 2014





Emissão de metano em sistemas de produção de arroz irrigado

Coordenação e Execução Embrapa Meio Ambiente (Período 2001-2003)

O cultivo de arroz irrigado por inundação representa uma das principais fontes antrópicas globais de metano (CH4). O metano é um importante gás de efeito estufa e influencia fortemente a fotoquímica da atmosfera. Estima-se que a taxa de emissão global desse gás nos campos de arroz irrigado varie em 20 a 100 Teragramas (média de 60 Tg) por ano, o que corresponde a 16% do total de emissão de todas as fontes (IPCC, 1995).



O CH4 é produzido em solos inundados pelas bactérias estritamente anaeróbias. A drenagem diminui a emissão de CH4 para a atmosfera, pois a aeração do solo inibe a sua produção pelas bactérias metanogênicas. Concomitantemente, ocorre a diminuição de CH4 no solo devido à oxidação aeróbia pelas bactérias metanotróficas. Estudos recentes realizados por vários países têm mostrado a influência de vários fatores ambientais. Fatores como a temperatura, radiação solar, adubação orgânica, biomassa vegetal, tipo de cultivares, disponibilidade de substrato de carbono, tipo de solos, sobre a emissão de metano em campos de arroz inundado constituem alguns dos parâmetros estudados. No Brasil não se encontram ainda disponíveis dados experimentais que mostrem a influência desses fatores sobre a geração de metano, de forma a permitir o estabelecimento de fatores de emissões de metano em áreas cultivadas de arroz inundado, sob diferentes condições regionais e climáticas. Utilizando-se a metodologia de inventariamento de emissões de gases de efeito estufa do Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC), onde uma taxa média global de emissão de metano proveniente de campos de arroz inundado é recomendada, foram estimadas para o Brasil, em 1994, emissões da ordem de 283 Gg de metano proveniente do cultivo de arroz irrigado (Embrapa, 1998). Nesse ano, as emissões provenientes de cultivo de arroz continuamente inundado somaram 261,08 Gg (92,2%), em regime intermitentemente inundado 0,58 Gg (0,2%) e em regime de várzea 21,38 Gg (7,6%). Somente a região Sul contribuiu com 77,3% do total das emissões em 1994, principalmente, devido ao sistema de manejo de água contínuo de irrigação, o qual potencializa a emissão de metano.

No âmbito brasileiro, o arroz irrigado por inundação é uma cultura de destaque no sul do Brasil, onde ocupa cerca de 1 milhão de hectares, área que fornece aproximadamente 50% da produção nacional do cereal.



Objetivo

O objetivo geral deste projeto é a quantificação da emissão de metano em áreas de cultivo de arroz irrigado no Rio Grande do Sul, e avaliação da influência do clima, solo, água e manejo cultural sobre os fluxos de CH4 na interface solo-planta-atmosfera nesses sistemas de produção.

Referências bibliográficas

Embrapa. Inventário de emissões de gases de efeito estufa provenientes de atividades agrícolas no Brasil: emissões de metano provenientes de arroz irrigado por inundação. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 1998. (Relatório técnico).

IPCC.Climate change 1994: radiative forcing of climate change and an evaluation of the IPCC IS92 emission scenarios. Cambridge: Cambridge University Press, 1995. 339p.

Equipe Técnica

Embrapa Meio Ambiente
Magda Aparecida de Lima - Coordenação
Osvaldo Machado Rodrigues Cabral
Marcos Antônio Vieira Ligo
Rosa Toyoko Shiraishi Frighetto
Lourival da Costa Paraíba

Colaboradores

Pólo Regional de Desenvolvimento Tecnológico dos Agronegócios do Vale do Paraíba, antigo Instituto Agronômico de Campinas – IAC / Governo do Estado de São Paulo – APTA, Pindamonhangaba, SP.

Instituto Riograndense do Arroz – IRGA, Cachoeirinha, RS.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, Porto Alegre, RS.

Órgãos Financiadores

MCT - Ministério da Ciência e Tecnologia
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Parcerias
Embrapa Meio Ambiente
Jaguariúna, SP

Embrapa Clima Temperado
Pelotas, RS
Agricultura e efeito estufa
Fontes Agrícolas de Óxido Nitroso (N2O)
Ações e Projetos
    Rede Agrogases
    Influência do manejo de produção animal sobre as emissões de metano em bovinos de corte
    Projeto Redugás
    Emissão de metano em sistemas de produção de arroz irrigado
    Interação Biosfera - Atmosfera em Ecossistemas Naturais e Agroecossistemas
    Quantificação, distribuição e dinâmica do carbono orgânico
Links
Calendário de reuniões e eventos

Voltar